Kazzmania

pensamentos em forma de contos

8 notes &

Sinopses e Idéias

Já faz uma semana que aprontei a sinopse da Graphic Novel que eu e o Dann mandamos para o concurso, mas só agora tive coragem de escrever esse post introdutório.

Bem, eu acabei deixando pra ultima hora pra fazer a sinopse. Um grande erro, pois é algo importante. Dentro de um concurso seu papel será de despertar o interesse do júri e se destacar do demais. Acabei pensando em qualquer coisa e escrevi. Quando fui revisar senti que aquilo não despertaria o interesse de ninguém. Mostrei pra alguns amigos e pedi dicas e criticas.

O feedback que recebi foi de que precisava de mais emoção, algo que criasse curiosidade. Como? Como vou fazer isso falando de algo que se trata do cotidiano. Afinal, eu não poderia enganar o publico e dizer que se tratava de algo não-verdadeiro.

Então estava eu ali, desolado, pensando no que escrever, como escrever. Eu tinha uma tarefa pouco simples: ser original, despertar curiosidade e me destacar numa pilha de trezentas outras sinopses.

Engraçado o caminho que as idéias fazem. Foi assistindo um preview de Bulletstorm do Diego e do Fernando, no Fenix Down que a idéia de originalidade veio. Bem, pelo menos penso eu que seja algo totalmente original (ok, nem tanto). Nunca vi nada igual em sinopse, mas com tantos livros no mundo deve haver algo igual.

Eles comentaram algo sobre a veracidade do personagem principal do jogo dizer que aquilo era um demo do jogo. Engraçado que eu já tinha jogado a demo e nem tinha me dado conta, foi quando os dois analisaram o assunto que me toquei que poderia usar isso pra solucionar o meu problema.

Segue a sinopse, mas antes, o link de um quote de Frankenstein que a Jessy Ruiva fez no tumblr dela que fala sobre idéias também e achei bem interessante.

SINOPSE DE 110%

Olá, meu nome é Daniel e estou aqui pra fazer a sinopse da minha HQ, na qual eu sou um dos personagens (estranho, não?). Essa HQ, ou melhor, Novela Gráfica (é mais chic), conta a historia de pessoas, aparentemente comuns (ou não, já que estou nela), que possuem super poderes. Ok, não tão super assim, mas poderes. E começo com a pergunta: ter super poderes me faz um herói?

Um jovem que implanta pensamentos (EU), um homem cercado pela tragédia (meu irmão), uma garota que realiza desejos (não sei quem é), um nerd sex symbol masculino (muito menos esse) e outras pessoas que ainda não conheço, vivendo suas emocionantes vidas (NOT!), lidando com poderes maneiros – ou nem tanto assim -, salvando o mundo (ok, mentira).

Pra finalizar, termino com a seguinte frase d’Os Incríveis: “Dizer que todos nós somos especiais é o mesmo do que dizer que ninguém é”

(Sempre quis terminar algo com uma frase de impacto).

Filed under 110% Roteiro Sinopse HQ Novela Grafica

  1. kazzo posted this